Guabiruba terá que implantar Caps

Medida foi decidida em termo de ajustamento de conduta firmado pelo município com o MP

Guabiruba terá que implantar Caps

Medida foi decidida em termo de ajustamento de conduta firmado pelo município com o MP

Guabiruba tem até o fim de 2015 para implantar uma unidade local do Centro de Atenção Psicossocial (Caps). A medida foi definida em um termo de ajustamento de conduta firmado com o Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC). O acordo foi celebrado no começo de agosto, quando o MP concluiu um inquérito civil destinado a averiguar a necessidade do serviço ser prestado no município.

A secretária de Saúde de Guabiruba, Stella Maris Maccarini Fischer, afirma que a necessidade de implantação do Caps é evidente no município, que já possui mais de 20 mil habitantes e, portanto, pode receber o serviço. “Há um bom índice de pessoas que necessitam de um espaço assim, principalmente pessoas com depressão”.

Anteriormente, o MP já havia questionado a possibilidade de implantação do Caps no município, e Stella garante que era um dos objetivos da administração habilitar o serviço. Segundo a secretária, boa parte dos pacientes guabirubenses que necessitam do serviço são tratados em Brusque. “E eles não precisam só de uma consulta, e sim de acompanhamento semanal; o Caps tem essa estrutura”.

O Caps que será implantado em Guabiruba é o da categoria 1, destinado a dar acompanhamento a pessoas com “transtornos mentais severos”, durante o dia. O Ministério da Saúde estabelece que a equipe técnica mínima para atuação no Caps 1, para o atendimento de 20 pacientes por turno, tendo como limite máximo 30 pacientes por dia, é de nove profissionais.

A contratação deles está sendo encaminhada. O prefeito Matias Kohler incluiu na relação de cargos do concurso público que será realizado nesta ano os profissionais para trabalharem no Caps. Já o espaço físico ainda depende de análise. A implantação do Caps já foi aprovada pelo Ministério das Cidades, e o projeto do Caps está na Secretaria de Estado de Saúde, no entanto, apenas na sua parte escrita; o projeto arquitetônico ainda será elaborado.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio