Conteúdo exclusivo para assinantes

Jovens evangélicos de Brusque realizam missão em Iranduba, no Amazonas

Grupo esteve em escolas e regiões ribeirinhas para ação de combate às drogas e evangelização

Jovens evangélicos de Brusque realizam missão em Iranduba, no Amazonas

Grupo esteve em escolas e regiões ribeirinhas para ação de combate às drogas e evangelização

Um grupo de 12 jovens de Brusque realizou uma missão evangelizadora em Iranduba, no Amazonas, em julho. A cidade, situada à margem esquerda do rio Solimões, fica a 30 quilômetros da capital Manaus e registra, continuamente, muitas ocorrências devido ao consumo de álcool.

Com o intuito de realizar um trabalho preventivo sobre as drogas nas escolas, incluindo o álcool, os jovens de Brusque, de quatro igrejas (Ágape, Comunidade Cristã Nova Aliança, Casa de Oração Fazenda Canaã e Primeira Igreja Batista) ficaram na cidade amazonense de 21 a 31 de julho.

O pastor Ricardo Ramos, da Fazenda Canaã, foi um dos líderes da missão e também responsável por ministrar as palestras em cinco escolas do 7º ano ao Ensino Médio. De maneira lúdica e com muita música, cerca de 2,6 mil alunos, acima de 12 anos, participaram das ações.

“Foi uma troca de cultura muito grande e o maior resultado é que os próprios alunos pediram para que voltássemos”, conta o pastor, que há mais de 15 anos faz palestras sobre drogas em Brusque e região.

Além das escolas, o grupo de jovens brusquenses visitou cerca de 100 famílias que vivem nas localidades ribeirinhas de Ramal Santo Antônio e Cachoeira do Castanho, que pertencem a Iranduba. Lá, fizeram um trabalho de evangelização, com música e brincadeiras, e também de troca de informações.

Brusquenses realizaram palestras sobre drogas nas escolas de Iranduba/ Arquivo pessoal

“É uma ação humanitária e evangelista, que ampliaremos no próximo ano a outras cidades do Amazonas, para atendermos mais pessoas”, diz Ramos. Em 2018, outros jovens de Brusque serão convocados a irem para a missão. A previsão é que a evangelização aconteça de 20 a 30 de julho.

O pastor Tiago Ezequiel Zunino, da igreja Ágape, também participou da missão. “Foi uma experiência transformadora e um privilégio muito grande. Desde que colocamos os pés naquele local percebemos muitas discrepâncias em relação a Brusque. O povo é muito carente, mas muito amável, e foi uma honra poder servi-los como Jesus nos ensinou”, afirma Zunino.

A passagem, translado e alimentação dos jovens brusquenses foram todas custeadas com recursos próprios. Já a hospedagem e logística teve o apoio da Fundação Bom Samaritano, de Iranduba.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio