MEIs de Brusque ganham linha de crédito com juro zero

Programa garante empréstimo de até R$ 3 mil, pagos em oito parcelas

MEIs de Brusque ganham linha de crédito com juro zero

Programa garante empréstimo de até R$ 3 mil, pagos em oito parcelas

Os Micro Empreendedores Individuais (MEI) de Brusque tem mais uma opção para alavancar os negócios. A Prefeitura de Brusque, junto com algumas intuições financeiras, facilitam o acesso a uma linha de crédito com juros 0%, por meio do programa Juro Zero.

O programa consiste no empréstimo de até R$ 3 mil, que são pagos em oito parcelas fixas, caso o micro empreendedor seja um bom pagador, não atrasando os pagamentos mensais, ele fica livre de pagar a 8ª parcela, essa será quitada pelo governo do estado.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico Trabalho e Renda, Luiz Carlos Rosin, a ação vem como um apoio para quem está começando, e vem ajudar em um momento como o qual passamos. “É a oportunidade de pegar o capital e aplicar em alguma coisa, você pode compra as sua ferramentas que são necessárias para trabalhar. Se você for cabeleireiro, por exemplo, pode comprar os equipamentos para trabalhar. Qualquer MEI pode pegar esse dinheiro,” disse.

Para ter acesso ao crédito, o microempreendedor não pode estar inadimplente, além disso, deve apresentar uma garantia de pagamento, que pode ser um bem ou um holerite de alguém que garanta o pagamento.

O incentivo é uma ação do governo estadual com a parceria de prefeituras e das agências financiadoras. Para os empresários que precisam de valores mais elevados há linhas específicas de crédito, com taxas de juros diferenciadas. Os interessados em saber mais sobre os programas e obter auxílio para os negócio podem procurar a Secretária de Desenvolvimento Econômico, na prefeitura, ou pelo telefone 3251-1833.

MEI

O MEI é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário. Para ser um microempreendedor individual, é necessário faturar no máximo até R$ 60 mil por ano e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular.

MEI será enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). Assim, pagará apenas o valor fixo mensal de R$ 45 (comércio ou indústria), R$ 49 (prestação de serviços) ou R$ 50 (comércio e serviços), que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Essas quantias serão atualizadas anualmente, de acordo com o salário mínimo.

Com essas contribuições, o Microempreendedor Individual tem acesso a benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros.

É possível ter um funcionário contratado, que receba salário-mínimo ou o piso da categoria, sendo obrigado, neste caso, a ter serviço contábil.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio