Na estreia do hexagonal, Bruscão joga mal e não passa de um empate sem gols com o Juventus

Equipe quadricolor foi dominada pelo adversário, mas conseguiu segurar o 0 a 0 em Jaraguá do Sul

Na estreia do hexagonal, Bruscão joga mal e não passa de um empate sem gols com o Juventus

Equipe quadricolor foi dominada pelo adversário, mas conseguiu segurar o 0 a 0 em Jaraguá do Sul

O Brusque não fez uma boa partida em Jaraguá do Sul, foi dominado pelo Juventus e por pouco não saiu derrotado pelo adversário em sua estreia no hexagonal final do Catarinão. Em um gramado encharcado e diante de uma chuva forte durante boa parte do jogo, o time não conseguiu novamente demonstrar um bom futebol e saiu de campo comemorando o ponto conquistado fora de casa.

O Juventus foi superior durante os 90 minutos e pressionou a equipe quadricolor, sobretudo na segunda etapa, quando Aldair foi expulso aos 13 minutos. O time de Jaraguá do Sul chegou a acertar duas bolas na trave de Wanderson, mas não conseguiu sair de campo com a vitória diante de uma apagada equipe brusquense. Os clubes voltam a jogar  no domingo. O Bruscão recebe em casa o Atlético-IB, enquanto o adversário vai a enfrentar a Chapecoense na Arena Condá.

O jogo
O técnico Pingo mandou a campo um time bastante modificado em relação a equipe que perdeu no Oeste para a Chapecoense. As principais baixas foram na zaga. Cleyton, lesionado, e Néris, suspenso, deram lugar a Pessanha e Júlio César, na sequência. No meio, o volante Eurico reassumiu a posição de titular após cumprir suspensão na última partida. Mazinho foi mantido na vaga de Eliélton.

O Brusque começou a partida procurando o jogo e teve a primeira grande chance de abrir o placar. Aos 13 minutos, a zaga do Juventus se atrapalhou, a bola parou na poça, e Eydison perdeu ao chutar por cima da meta adversária. Depois disso, o que se viu foi o Juventus dominando as ações. 

Com Jabá, Tatuí e Esquerda formando o trio ofensivo, o time de Jaraguá do Sul encurralou o Bruscão, mas parou na bem postada defesa brusquense. A principal oportunidade foi um chute de Rodrigo Crasso, que explodiu no pé da trave e saiu. Nos cinco minutos finais, o Brusque ainda teve a chance de sair em vantagem, mas Ricardo Lobo, aos 42, e Aldair, aos 46, desperdiçaram boas oportunidades.
Etapa final
Os dois times voltaram para a etapa final sem mudanças. Assim como no primeiro tempo, o Juventus continuou superior na partida. O time de Jaraguá do Sul foi para o abafa e criou diversas oportunidades de gol. Foram pelo menos duas nos minutos iniciais. O Bruscão jogava mal e aceitava a pressão do adversário. Aos 13 minutos, a situação do time piorou. Aldair cometeu falta e recebeu o segundo cartão amarelo.

Com um a menos, o técnico Pingo foi obrigado a tirar Eydison para a entrada de Eliélton, enquanto Milton do ó optou por trocar o volante Anderson Pedra para colocar André Bahia. Leandrinho ainda entrou na vaga de Ricardo Lobo no Brusque. Aos 27, o time de Jaraguá do Sul colocou outra bola na trave brusquense. Na sequência da jogada, Jabá finalizou rente à trave defendida por Wanderson. 

A última chance do Brusque no jogo foi em uma cobrança de Gilton. O lateral bateu forte, mas Maurício fez boa defesa aos 42 minutos. Após a partida, o jogador valorizou o ponto conquistado fora de casa. “O empate fora de casa dá para considerar como vitória. Jogamos em um campo ruim e não conseguimos nos sobressair. Mas agora vamos trabalhar para buscar três pontos na próxima partida”. 

O volante Eliélton também avaliou como positivo o empate em razão das circunstâncias da partida. “Jogando com um a menos, precisamos jogar com inteligência. Tenho certeza que este ponto será importante para o final do hexagonal”, declarou na entrevista coletiva pós-jogo.
Campeonato Catarinense – Hexagonal
Juventus x Brusque
Data: 5/3/2014 – quarta-feira
Hora: 20h30
Local: Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul
Arbitragem: Willian Machado Steffen
Auxiliares: Alex dos Santos e Fabiano Coelho da Silva
Brusque: Wanderson; João Neto, Pessanha, Júlio César e Gilton; Eurico, Serginho, Aldair e Mazinho; Ricardo Lobo (Leandrinho) e Eydison (Eliélton). Técnico: Pingo
Juventus: Luiz Antônio (Maurício); Sebá, Lucas Staudt, Sandro Muller e Rodrigo Crasso; João Antônio, Anderson Pedra (André Bahia), Marcelo Moscatelli; Jabá, Tatuí (Édipo) e Esquerda. Técnico: Milton do Ó
Cartões Amarelos: Aldair, Eliélton (B), Sandro Muller (J)
Cartão Vermelho: Aldair (B)
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio