O Município na História – Parte 23

O Município na História – Parte 23

Casa de Brusque

28/08/64 – Situação real do acesso Brusque BR59

Os entendimentos mantidos pelo chefe de Executivo junto ao DNF/DNR visando o restabelecimento das providências para o início das obras de acesso a Brusque BR59 foram os mais proveitosos possíveis.

O DNR adotou nova política-administrativa, decidindo não atacar as obras antes de concluído o tronco principal.

Veja também:
Luciano Hang é mencionado por Lula em interrogatório na Justiça Federal

Família de Brusque cria campanha para arrecadar recursos para cirurgia de bebê de cinco meses

União de professores e alunos de Brusque contribui com integração de quatro haitianos 

O DNF, por sua vez, após gastar somas fabulosas no ramal ferroviário de Brusque-Itajaí deliberou inapelavelmente não prosseguir nem concluir as obras ficando todo aquele trabalho perdido.

O acesso a Brusque pela BR59 em todos anos recebeu verba específica de orçamentos da República, inclusive com dezenas de milhares de cruzeiros liberados no órgão central, estava fadado a desaparecer antes de nascer.

12/09/64 – Estrada Brusque-Gaspar: mais uma promessa que se cumpre

O município de Brusque, não obstante sua importância econômica com os municípios vizinhos que se restringem apenas as precárias rodovias e política no cenário administrativo do Estado é que possui as estradas mais antiquadas de Santa Catarina.

Veja também:
Brusque recebe Hercílio Luz em casa pelo primeiro jogo da final da Copa Santa Catarina 

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Idosa de 71 anos perde casa em incêndio durante a madrugada, em Blumenau

Suas vias de comunicação com os municípios vizinhos que se restringem apenas as precárias rodovias – não há ali campos de aviação, estradas de ferro ou transporte fluvial – são as mesmas que dos tempos distantes construídas pelos primeiros colonizadores.
No entanto Brusque é o terceiro contribuinte dos cofres públicos federais e o 6º do Estado.

Estrada Brusque Gaspar
A atual estrada de ligação com o maior centro de comércio que é Blumenau não tem as mínimas condições para o trânsito de caminhões pesados como os que trafegam em nossas rodovias.