Oito meses após revitalização, buracos voltam a se formar na rodovia Antônio Heil

Entre os quilômetros 15 e 19 pelo menos seis fissuras profundas exigem cuidado dos motoristas

Oito meses após revitalização, buracos voltam a se formar na rodovia Antônio Heil

Entre os quilômetros 15 e 19 pelo menos seis fissuras profundas exigem cuidado dos motoristas

Em maio do ano passado, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional (SDR) de Itajaí contratou serviço de manutenção para tapar os buracos da rodovia Antônio Heil, que liga Brusque a Itajaí. No entanto, oito meses após a revitalização, novas fissuras voltaram a se formar em determinados trechos.
Na altura do quilômetro 15, próximo à estação da Eletrosul, pelo menos três buracos profundos exigem cuidado e atenção dos motoristas. O mesmo vale para os quatro quilômetros seguintes (entre o quilômetro 15 e o quilômetro 19), onde, além de outras irregularidades – como afundamento da pavimentação -, outras três fissuras maiores também são constatadas.

Mesmo com o retorno dos buracos, Claudemir Biz, proprietário de uma borracharia localizada há 20 anos no quilômetro 19, atendeu apenas dois casos de problemas causados na rodovia nos primeiros dias de 2015. Ainda assim, ele acredita que o serviço na borracharia se intensificará caso uma nova revitalização não seja feita.

“Eu percebo que os buracos estão ficando cada vez maiores. E outros buracos também estão se formando. Ele precisam arrumar, senão logo vai começar a dar problemas mais sérios. Pra mim é bom porque tem trabalho, mas é perigoso para o motorista”, diz.

Segundo Biz, os buracos podem provocar danos na suspensão dos veículos, como estouro de molas e desalinhamento dos pneus. Para consertar os estragos, o motorista não desembolsa menos do que R$ 300,00. Dependendo da velocidade do veículo e da fissura do buraco, o proprietário lembra que os carros correm o risco de capotar.

Nova revitalização

Segundo Eliane Rebello, que atualmente aguarda a renomeação para o cargo de secretária regional da SDR de Itajaí, até o fim do ano passado eram aguardados recursos do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) para a repavimentação das irregularidades. Como os valores não foram repassados, a SDR aguarda definição do Governo do Estado. Na revitalização de maio do ano passado, o governo investiu R$ 150 mil.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio