Conteúdo exclusivo para assinantes

Prefeitura de Guabiruba apresenta projeto de lei que cria o bolsa-atleta

Município quer regularizar situação da contribuição com atletas e associações

Prefeitura de Guabiruba apresenta projeto de lei que cria o bolsa-atleta

Município quer regularizar situação da contribuição com atletas e associações

Com a intenção de promover as práticas esportivas e reconhecer o trabalho dos atletas que representam Guabiruba, a prefeitura encaminhou à Câmara de Vereadores um projeto que estabelece o bolsa-atleta e o bolsa-técnico.

Contando cada vez mais com entidades esportivas e competidores que buscam evoluir suas performances, o município já busca regularizar a contribuição dos recursos públicos.

A intenção da prefeitura, como explica o prefeito Matias Kohler, é que o projeto seja aprovado ainda este ano para que possa entrar em vigor nos primeiros meses de 2018. “Seria mais interessante, mas se for passado somente para a volta do recesso, no próximo ano, também não haverá problema”, explica.

Para Kohler, é uma forma de auxiliar ainda mais os atletas que representam Guabiruba. “Na realidade é um modelo de apoio ao esporte. Nosso município tem tradição nas modalidades, e queríamos reformular a maneira como estávamos contribuindo e repassando recursos”.

Conteúdo do projeto
Por ainda ser um projeto de lei que não foi apreciado pela Câmara, o bolsa-atleta e o bolsa-treinador de Guabiruba podem sofrer emendas e alterações. Contudo, a ideia inicial é estabelecer uma série de critérios para os interessados em receber o valor, que será estabelecido somente após aprovação.

A secretária de Esportes do município, Marcia Hochsprung Watanabe, foi uma das principais envolvidas na criação do projeto. “A ideia é dar um auxílio para os atletas que vem despontando e representando Guabiruba a nivel estadual e nacional”.

Para isso, contudo, o atleta precisa estar vinculado a alguma entidade esportiva, participar de competições oficiais de sua modalidade, representar Guabiruba em competições da Fesporte, entre outros itens apontados. No caso dos técnicos, uma das principais exigências é ser credenciado no Conselho Regional de Educação Física (Cref).

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio