Prefeitura renova programa que auxilia crianças a lidarem com dificuldades emocionais

Aplicado desde 2010, Amigos do Zippy, engloba os alunos e os professores do segundo ano do ensino fundamental

Prefeitura renova programa que auxilia crianças a lidarem com dificuldades emocionais

Aplicado desde 2010, Amigos do Zippy, engloba os alunos e os professores do segundo ano do ensino fundamental

A Prefeitura de Brusque contratou a Associação pela Saúde Emocional de Crianças (Asec) para manter o Amigos do Zippy, programa de educação emocional que ensina crianças a lidarem com as dificuldades do dia a dia. O contrato, válido por oito meses, tem investimento de cerca de R$ 140 mil.

Segundo o secretário de Educação, Ivanor de Mendonça, o programa existe desde 2010 no município e engloba os alunos e os professores do segundo ano do ensino fundamental. Além disso, o Amigos do Zippy também se estende aos pais.

“O programa se divide em etapas, passa pela formação dos profissionais, a aplicação do projeto com os alunos e uma aplicação desse programa com os pais dos alunos. O investimento envolve todos esses processos”, afirma Mendonça.

No âmbito dos professores, a formação ocorre ao longo de todo o ano. Os profissionais são acompanhados e orientados por psicólogos. Para estarem aptos a desenvolverem a educação emocional em sala de aula, os professores precisam passar pelas cerca de 20 horas de formação.

A ação com os alunos, por outro lado, não é por meio de disciplina específica ou de contato particular com um aluno. O secretária explica que o trabalho é desenvolvido de forma coletiva, como atendimento interdisciplinar.

“São conteúdos trabalhados a partir dessa técnica em que não são levantados assuntos particulares. São orientações de forma coletiva que visam o bom relacionamento e o desenvolvimento dos educandos”, diz.

Por fim, a atividade chega aos pais por meio do Amigos do Zippy em Casa, em que eles recebem orientação dos professores, participam de pesquisas e acompanham o desenvolvimento do filho na escola. Para Mendonça, essa etapa do programa é uma forma de aproximar os pais da realidade do filho.

“Eu acompanhei o desenvolvimento do programa como professor e como diretor de escola, e sei que os pais aprovam a aplicação do projeto como algo bastante significativo. O programa, que é desenvolvido em todo o país, tem o reconhecimento da Unesco [Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura], que coloca o programa como uma experiência exitosa”, afirma.


Amigos do Zippy 

Por meio do diálogo e de técnicas lúdicas, o programa visa mostrar aos alunos os caminhos para que eles possam, de forma mais autônoma, revolverem seus problemas, sobretudo relacionados a conflitos.

Segundo o secretário de Educação, Ivanor de Mendonça, a educação emocional procura entender as particularidades do aluno. A escola, explica o secretário, tem a função de ouvir e mediar as dúvidas do cotidiano de cada um deles.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio