Previsão de arrecadação de IPTU de Brusque é superada

Projeção era arrecadar entre R$ 12 e 15 milhões; até março, entraram nos cofres R$ 15,2 milhões

Previsão de arrecadação de IPTU de Brusque é superada

Projeção era arrecadar entre R$ 12 e 15 milhões; até março, entraram nos cofres R$ 15,2 milhões

Antes mesmo do encerramento da quitação de todos os parcelamentos do Imposto Territorial e Predial Urbano (IPTU) 2016, a Prefeitura de Brusque já arrecadou acima da projeção inicial. A expectativa da Secretaria da Fazenda era de arrecadar entre R$ 12 e R$ 15 milhões. Até março, a administração municipal arrecadou cerca de 15,2 milhões.

Segundo o titular do órgão, Marcos Bernhard, dos 15,2 milhões arrecadados, R$ 13,8 milhões foram quitados por meio do boleto à vista e o restante por meio dos carnês de parcelamento – três e 10 vezes.

“Dos que dividiram em três vezes já arrecadamos R$ 931,8 mil e dos que fizeram em dez vezes recebemos R$ 467,7 mil. Mas nas duas modalidades, o pessoal ainda está acabando. Então ainda receberemos mais”, diz.

Bernhard explica que dos 57 mil carnês impressos neste ano, mais de 50% foram ou estão sendo quitados. Para o secretário, o número de quitações é expressivo, sobretudo devido à crise econômica.

“Os nossos contribuintes estão de parabéns. Estamos muito satisfeitos com eles. Nós sempre temos em mente que o pessoal vai pagar, mas dessa vez sabíamos que a crise poderia influenciar, principalmente porque está atingindo as famílias, inclusive com alguns integrantes perdendo o emprego”, afirma.

Falhas

No início de março, o Município Dia a Dia havia veiculado matéria que informava sobre falhas na impressão dos carnês do IPTU. A empresa responsável pelo serviço não havia discriminado o valor do desconto de 5% dos chamados “bons pagadores”. Além disso, alguns leitores haviam entrado em contato com o jornal para relatar que não haviam recebido os descontos.

Na época, o secretário havia dito que, embora os valores não estivessem discriminados, os descontos estavam inclusos no valor do IPTU. Ainda assim, ele havia afirmado também que alguns contribuintes procuraram a prefeitura para relatar que a dedução não havia sido calculada.

De lá pra cá, segundo o secretário, outros moradores também procuraram a administração municipal. Porém, o número, afirma ele, foi inexpressivo.

Refis

Além da arrecadação do IPTU de 2016, a prefeitura também arrecada por meio do Programa de Recuperação Fiscal, o Refis. O programa de 2015, que engloba dívidas ativas de 2014 e de anos anteriores, registra 1.376 parcelamentos. Destes, 1.106 referem-se ao IPTU. Neste ano, segundo o secretário, não haverá Refis.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio