Projeto de conscientização oferece preservativos gratuitamente na Unifebe

Há mais de 700 pacientes em tratamento contra a Aids em Brusque

Projeto de conscientização oferece preservativos gratuitamente na Unifebe

Há mais de 700 pacientes em tratamento contra a Aids em Brusque

Anualmente, o Brasil registra em média 41,1 mil casos de Aids, segundo o Ministério da Saúde. Em Brusque, o Serviço de Assistência Especializada (SAE) da Secretaria de Saúde acompanha mais de 700 pacientes em tratamento. Além do HIV e Aids, a secretaria também monitora os pacientes de Hepatite B, Hepatite C e Sífilis, entre outras infecções sexualmente transmissíveis.

Preocupada com os dados alarmantes divulgados pela Secretaria de Saúde, especialmente envolvendo os jovens, a Unifebe instalou em seus banheiros dispensers com preservativos cedidos pelo poder público, para conscientizar os acadêmicos, funcionários e visitantes da instituição sobre a importância da prevenção contra doenças sexualmente transmissíveis.

Segundo a supervisora de Recursos Humanos, Juliana Peixer, a Unifebe tem o papel de apoiar as políticas públicas de saúde para que seus acadêmicos, colaboradores e a comunidade tenham a correta orientação sobre mecanismos de prevenção, identificação, assistência e tratamento de doenças sexualmente transmissíveis.

Segundo a farmacêutica do SAE, Camila Gill, apenas neste ano, de janeiro até o início de julho, foram registrados 28 novos diagnósticos de HIV em Brusque, três femininos e 25 masculinos. Destes, três morreram.

“Além disto, estamos com uma epidemia de sífilis a nível de Brasil e no município não é diferente, em 2016 foram 13 casos em gestante, um número preocupante, visto que a sífilis na gestação pode prejudicar seriamente o bebê, inclusive levar ao aborto ou morte do recém-nascido, quatro casos em crianças e 110 casos em adultos. No primeiro semestre deste ano, já foram 12 casos em gestantes, um caso em criança e 60 casos em adultos”, explica.

Quem tiver interesse realizar os testes de HIV, sífilis e hepatites virais deve procurar a Unidade Básica de Saúde do seu bairro, com cartão do SUS e documento com foto.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio