Reunião define objetivos para a segurança pública de Guabiruba

Encontro entre o sargento da Polícia Militar e presidente da Câmara de Vereadores aconteceu na tarde de terça-feira, 27

Reunião define objetivos para a segurança pública de Guabiruba

Encontro entre o sargento da Polícia Militar e presidente da Câmara de Vereadores aconteceu na tarde de terça-feira, 27

Segurança pública foi o tema da conversa entre o sargento Marciano Lúcio Panca, responsável pela Polícia Militar de Guabiruba, e Felipe Eilert dos Santos, presidente da Câmara de Vereadores. O encontro aconteceu na tarde de terça-feira, 27, no Agrupamento da PM. Uma das ações discutidas na reunião foi a criação do Conselho Comunitário de Segurança, que tem o objetivo de promover o debate de ideias e sugestões para melhorar a segurança publica da cidade.

De acordo com o vereador, Guabiruba sofre atualmente com o baixo efetivo na Polícia Militar e aumento no índice de criminalidade. “A participação da comunidade através de informações e denúncias é fundamental no auxílio do trabalho policial. Essa semana, por exemplo, tivemos um caso que terminou na prisão de três homens que furtaram uma residência na cidade. Esse é o objetivo deste projeto, é trazer a comunidade para auxiliar na segurança do município, além de dar sugestões de melhorias nessa área”, afirma Santos.

Para o sargento Panca, a proposta é viável e seria muito benéfica tanto para o trabalho da polícia, quanto para a redução de problemas relacionados a criminalidade. “Desde que eu estou em Guabiruba percebi a preocupação do poder legislativo com a segurança da cidade, essa reunião foi um prova disso”, revela.

O vereador falou também sobre um projeto que tramita no setor jurídico do legislativo que trata sobre câmeras na parte externa dos bancos, cooperativa de crédito, agências dos correio e casas lotéricas, que seriam monitoradas pela própria empresa e poderiam auxiliar na segurança nas proximidades dos estabelecimentos.

Sobre o tema mobilidade urbana, Santos questionou o sargento sobre as tramitações da aquisição dos radares para o município e de que forma eles serão utilizados. “Ainda não temos um parecer do governo do estado sobre as cameras de monitoramento do sistema Bem Te Vi, nem da prefeitura da cidade sobre a colocação dos radares que auxiliariam a diminuição dos acidentes de trânsito, além de aumentar o poder de fiscalização da cidade”, explica.

O sargento Panca recebeu as propostas e sugestões e classificou como positivo o interesse do poder legislativo através do seu presidente. “A força política é fundamental na busca das melhorias necessárias do setor, que é uma preocupação recorrente da comunidade”, salientou o policial militar.

O vereador lembra que durante uma sessão da Câmara de Vereadores do ano passado foi divulgado uma comitiva que irá até Florianópolis para discutir com autoridades do estado de Santa Catarina os problemas enfrentados pela segurança pública na nossa região, bem como o aumento de efetivo nas cidades de Brusque, Guabiruba e Botuverá. A equipe será formada pela Associação Empresarial de Brusque (AciBr) e deve acontecer ainda este ano, mas não tem data definida.

Por fim, o presidente afirmou que a visita foi o início do processo que contará com outras etapas, com discussões nas sessões legislativas, mobilização social em torno do tema e reivindicações para as autoridades competentes.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio