Conteúdo exclusivo para assinantes

Servidores de Guabiruba e Botuverá terão reajuste no próximo mês

Sindicato aceitou percentuais, mas continua a discutir outros pontos

Servidores de Guabiruba e Botuverá terão reajuste no próximo mês

Sindicato aceitou percentuais, mas continua a discutir outros pontos

As negociações salariais entre o Sindicato dos Servidores Públicos de Brusque e Região (Sinseb) e as prefeituras de Guabiruba e de Botuverá estão avançadas. Embora os acordos não tenham sido assinados, os percentuais de reajuste já foram definidos.

A situação mais grave financeiramente é de Guabiruba, onde o poder público está no limite do comprometimento com a folha de pagamento. Por isso, segundo o presidente do Sinseb, Orlando Soares Filho, o reajuste será apenas a inflação oficial: 1,81%.

Segundo o presidente do Sinseb, o acréscimo da inflação será pago já na próxima folha de pagamento. O prefeito Matias Kohler editará um decreto para que isso aconteça. Como não haverá ganho real, a legislação não exige aprovação da Câmara.

Entretanto, de acordo com Soares Filho, por enquanto, o acordo não será assinado porque há outras cláusulas a serem discutidas. O auxílio-alimentação é uma delas. Ele deverá ser fechado com aumento médio de 10%. Atualmente, o valor pago por dia é de R$ 10, portanto, passará para R$ 11. Neste caso, há a necessidade de aprovação da Câmara. O projeto já deu entrada no legislativo e deve ser votado nesta terça-feira, em regime de urgência.

De acordo com Soares Filho, também está na mesa de negociação a obrigação de a prefeitura fornecer marmita ao funcionário que fizer um número determinado de hora-extra. Outras cláusulas mais específicas a cada categoria também estão na pauta.

Uma assembleia será realizada em abril na qual será discutido o acordo final. O sindicato continuará a negociar com a prefeitura com relação às perdas salariais históricas.

Botuverá
A prefeitura já enviou à Câmara de Vereadores o projeto de lei com o aumento de 2% no salário do funcionalismo. Ou seja, haverá a reposição da inflação de 1,81% mais 0,19% de ganho real. A matéria foi aprovada na última sessão.

A negociação em Botuverá é conduzida pela vice-presidente do Sinseb, Tânia Pompermayer. De acordo com ela, o acordo final também não foi assinado porque o auxílio-alimentação continua a ser discutido.

A prefeitura havia enviado à Câmara o projeto do reajuste sem consultar previamente o Sinseb – o que gerou desconforto entre as partes. No entanto, não prejudicou o andamento da negociação.

De acordo com Tânia, uma nova reunião será realizada nesta terça-feira, 27, para tratar especificamente de valores do auxílio-alimentação. A entidade também pretende tratar com a prefeitura sobre a defasagem dos rendimentos dos funcionários públicos.

O presidente do Sinseb acrescenta que o sindicato também conversará com a administração municipal, nos próximos meses, sobre a criação de um Estatuto do Servidor, com plano de carreira. Hoje, os servidores são celetistas.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio