O mercado asiático deixou de ser um opressor à indústria têxtil. O período foi marcado pelas duas últimas décadas, com a queda das principais empresas de Brusque: Renaux, Buettner e Schlösser, num momento econômico onde a China vivia sua ascensão, paralelo à valorização do real. A atual crise é marcada pela alta dos impostos, como se queixam os empresários, e pela falta de políticas públicas de estímulo ao crescimento da indústria, passando por um período de crise no governo, que culminou na recessão da participação da indústria no PIB de Brusque.

Paulo Rodrigo de Oliveira e Nara Merisio uniram os laços no sábado. Foto Rafa Santos

Em alta

Enquanto as riquezas de Brusque encolhem, cidades como Araquari, a bola da vez, está estrategicamente locada numa zona de interesse do governo estadual. O crescimento de 52,20% no PIB, o maior crescimento em SC, se deve principalmente, a expansão da indústria, com a chegada da BMW. Até pouco tempo bucólica, Araquari começa a ganhar ares de cidade industrial, com acesso à BR-101 e aos principais portos e aeroportos do estado.

Tânia Cardoso, com as netas Antonia e Catharina, curtindo as tardes de sol e calor que já dão boas vindas ao verão. Foto André Groh

Por que não eu?

Brusque tem a faca e o queijo na mão com a duplicação da rodovia Antônio Heil. Mas volto a tecla da primeira nota: o governo. As políticas de expansão estão na mão do poder público, que devem estimular a indústria local e atrair novas empresas com planejamento. E é o momento pós-duplicação da rodovia ainda, que garante que o setor de serviços seguirá seus tempos áureos, com a expansão do turismo através do Vale dos Teares Conventions & Visitors Boreau, que segue com planos ambiciosos para o crescimento do setor, reacendendo uma esperança para o PIB voltar a pulsar e melhorar a posição no ranking estadual. Estas são minhas apostas.

Nivert Fischer e Lourdes Fischer, no duplo aniversário dos netos Henrich Hellmann Fischer e Nivert Hellmann Fischer durante o fim de semana. Foto Silvana Hellmann

Moda à italiana

O produtor de moda Geison Prudêncio está com os trabalhos bem quistos no cenário fashion internacional. Acaba de emplacar três produções na Vogue Itália, por meio do seu projeto I.D.E.N.T.I.D.A.D.E., onde trata da feminilidade e suas nuances, num conceito envolvendo luz, paz e amor.

Letícia e Michelle Pereira, brindando a expansão da marca de camisaria Chemizz, especializada no público feminino, inauguram a primeira loja no Centro de Brusque. Foto Divulgação

Parceria pela indústria

A Unifebe e a Fiesc firmaram um termo de cooperação na quinta-feira, 7, que prevê parcerias para fomentar a indústria têxtil em Brusque. O feito se dá pela realização de intercâmbios de conhecimento e tecnologias, a promoção de workshops, conferências, seminários, treinamentos, capacitações empresariais e eventos científicos.

Günther Lother Pertschy, reitor que tem representado muito bem a Unifebe, com Natalino Uggioni, na última semana, firmando parcerias da instituição com a Fiesc. Foto Suellen Pereira Rodrigues
Marina Stringari e Daniela Colzani embaladas pela quinta-feira agitada do Zehn Bier Bar. Foto Guilherme Zucco

 

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980