brusque
Umas das obras de arte emolduradas pelo brusquense, Saulo Deucher/Arquivo: Ciro Groh

Um pedaço de madeira deixado numa caçamba, ou então, descartado indevidamente na natureza, se transforma em casinha para pássaros nas mãos do brusquense, Saulo Eugênio Deucher, morador da rua Irineu Schimtz, bairro Águas Claras.

Por vários anos, Saulo trabalhou como motorista de ônibus até ser demitido, no auge da pandemia. Então, desempregado e tendo que sustentar a família, ele encontrou uma forma de transformar o artesanato em sua principal fonte de renda.

brusque
Mais uma casinha construída por Saulo/Arquivo: Ciro Groh

Veja também:

– Conheça o casal de Guabiruba apaixonado por orquídeas

O trabalho visa converter ‘lixo’ em obras de arte, que não apenas enfeitam os mais variados ambientes externos, mas, principalmente, acolhem e alimentam os pássaros que vivem livres na natureza.

“Em apenas 18 meses, já foram em torno de cem casinhas montadas e muitas delas ele pôde comercializar ao longo desse tempo. Foi essa renda alternativa que nos bancou no auge da pandemia”, conta a esposa crocheteira, Janaina Deucher.

“Por vários anos trabalhei de motorista numa conceituada empresa de ônibus de Brusque. Pois, chegou a pandemia em 2020 e junto com ela, minha demissão o que me gerou grandes dificuldades financeiras”, explica Saulo.

“Desempregado, comecei a montar as casinhas e fui tomando gosto pela coisa. Muita gente ficou sabendo desse meu hobby e a demanda pela compra começou a aumentar o que nos ajudou bastante na renda familiar”, conclui.

brusque
Ao fundo, aparece parte do acervo de casinhas de Saulo/Arquivo: Ciro Groh

Atualmente, Saulo conseguiu retomar seu trabalho exercendo sua profissão de motorista, agora, como caminhoneiro. Mesmo assim, em suas horas de folga, continua na ativa construindo os mais variados modelos de casinhas.

Segue seu endereço através do Google Maps: https://bit.ly/3y0WuLe

Os pássaros agradecem

Para finalizar esta edição, vamos trazer a galeria de fotos onde estão expostas as casinhas fabricadas por esse talentoso brusquense que não desanimou na situação adversa. Os pássaros lhe agradecem:

Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh
Arquivo: Ciro Groh

• Ajude a manter as estações meteorológicas de Ciro Groh contribuindo com qualquer valor via Pix, através da chave: 47 991517115.

Receba diretamente no seu WhatsApp os conteúdos do Blog do Ciro Groh.
Basta adicionar o número (47) 9 9151-7115 na sua lista de contatos e enviar uma mensagem com OK.