Loteamento Emma 2 é o principal foco de caramujos africanos em Brusque

Vigilância em Saúde fará ação de combate ao molusco neste sábado na localidade

Loteamento Emma 2 é o principal foco de caramujos africanos em Brusque

Vigilância em Saúde fará ação de combate ao molusco neste sábado na localidade

O loteamento Emma 2, no bairro Limoeiro, é onde existe maior concentração de caramujos africanos em Brusque. Por isso, o Programa de Combate a Endemias da Prefeitura de Brusque fará uma ação em conjunto com a comunidade neste sábado, 7.

De acordo com a coordenadora do programa, Letícia Figueiredo, a Vigilância em Saúde tem recebido nos últimos meses ligações de moradores que encontram caramujos. Normalmente, elas são orientadas pelo veterinário Tiago Rodrigo Rosa, da prefeitura, sobre como se livrar dos moluscos.

Leia também:
Brusque é uma das 12 cidades de Santa Catarina com mais casos de Aids 

Prefeitura regulamenta uso do pavilhão da Fenarreco; veja preços e normas

Porém, a ação única de um morador não resolve o problema. Segundo Letícia, como os caramujos colocam muitos ovos, se só um morador mata o bicho, o problema não é totalmente resolvido.

“O ideal é fazer em conjunto ou ele vai se alastrando”, afirma a coordenadora. Ela destaca que somente com o envolvimento de todos os moradores é que o caramujo pode ser eliminado completamente.

O caramujo transmite duas doenças: angiostrongilose abdominal, com sintomas parecidos com apendicite, e angiostrongilíase meningoencefálica, às vezes fatal. Letícia explica que até hoje nunca houve suspeita de que alguma caso desses tenha sido identificado em Brusque ou no estado.

Contudo, as vigilâncias dos municípios tratam todos os caramujos como infectados e portadores dessas doenças. Por isso a necessidade e eliminá-los com um esforço coletivo.

Neste sábado, funcionários da prefeitura estarão na rua Horácio Anacleto da Silva, entre 8h30 e 11h. Eles receberão os caramujos levados pela comunidade para ser feita a correta eliminação.

Leia também:
Festival Nacional da Cuca terá diversas atrações; confira programação e preços

Voluntários realizam melhorias no espaço do Lar Sagrada Família

Um morador da rua cedeu um terreno. Nele, os funcionários irão enterrar os caramujos numa cova de 80 centímetros de profundidade e jogarão cal em cima, para asfixiá-los. Segundo Letícia, somente assim e com fogo é que se mata o molusco e seus ovos por completo.

Durante essa semana um carro de som já passou pelas ruas do loteamento para informar da ação da prefeitura. Nesta sexta-feira, 6, os funcionários passarão nas casas para falar com os moradores e pedir que coletem os caramujos para levá-los no sábado para a eliminação.

Além do Emma 2, Planalto, Cedro Alto e Limeira também já tiveram relatos recentes de caramujos, porém, com menos volume e intensidade.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio