Prancheta - Cristóvão Vieira

cristovao@omunicipio.com.br

Os cinco trabalhos do Bruscão

Prancheta - Cristóvão Vieira

cristovao@omunicipio.com.br

Os cinco trabalhos do Bruscão

Prancheta - Cristóvão Vieira

Na mitologia grega, Héracles (depois adaptado pelos romanos com o nome de Hércules) precisava cumprir 12 trabalhos que pareciam impossíveis, derrotando monstros gigantes e feras peçonhentas. Diante do Brusque há menos trabalhos – apenas cinco rodadas restam até o fim do campeonato – mas tão difíceis quanto para o objetivo de terminar o estadual no G-4.

São dois jogos no Augusto Bauer e três fora de casa. No Gigantinho, duas pedreiras: Criciúma, que está há dois pontos do Bruscão e também quer surfar na queda marcilista, e Avaí, que vive boa fase no estadual. Fora de casa, três provações: Tubarão, lanterna da competição e desesperado para vencer, Chapecoense ainda precisando garantir a presença entre os quatro primeiros e o Metropolitano, também brigando para não cair.

Veja também: 
Estado pressiona consórcio para que termine duplicação da rodovia Antônio Heil em 2019

Prefeitura de Brusque alerta contribuintes sobre erro de bancos na cobrança de IPTU 

Conheça Bettina, timboense formada pela Furb que viralizou após propaganda no Youtube

 

Para chegar e se manter no G-4, o Brusque precisa acabar de vez com sua irregularidade. O time ganha um jogo e perde outro. Tanto é que sua única sequência positiva – se é que pode ser chamada assim – foi de duas vitórias seguidas. Mais concentração e técnica podem levar o time a uma posição importante no campeonato.

Os erros estão visíveis e é preciso corrigir. Sustento: o time do Brusque é lento. Clebinho dá mais dinâmica quando está em campo, e pode ser duro admitir, mas Hélio Paraíba não está em boa fase. Isac cumpre melhor o papel no ataque. Com o time certo e, é claro, o apoio massivo da torcida, é possível que nesta quinta-feira o time complete o primeiro de seus difíceis trabalhos.

Polêmica na arquibancada

Jovem ficou desacordada por 15 minutos, segundo relato de torcedores do Marcílio.  Foto: Arquivo pessoal

Segundo relato de torcedores do Marcílio Dias, uma menina de 12 anos ficou cerca de 15 minutos desacordada e jogada no chão após a partida entre Brusque e Marcílio Dias, devido ao uso de spray de pimenta por parte da Polícia Militar de Brusque. Os torcedores reclamam que não houve prestação de socorro da PM, e os soldados a deixaram ali até a chegada de ambulância.

Atendimento ao Maranhão
Outra situação controversa do pós-partida foi o atendimento demorado ao atleta Maranhão, do Brusque. Ele saiu dolorido da partida e passou mal. Ficou jogado no chão em uma maca até cerca de 40 minutos após o fim da partida. A ambulância já havia partido, e foi o Corpo de Bombeiros que precisou atender ao atleta. O clube precisa estar mais atento para preservar e garantir a integridade física de seus atletas.

Sensações do Amador
Com apenas duas rodadas é cedo para apontar favoritos do Municipal de Futebol Amador de Brusque, mas já é possível notar duas sensações na competição. No Grupo A, o Paysandú goleou novamente e disparou com seis pontos na liderança, e um saldo de 10 gols em dois jogos – média de cinco por jogo. No B, o América, do Steffen, fez bonito outra fez e tem campanha praticamente idêntica.

Caxias de Pingo
O técnico Pingo saiu do Brusque com o título da Copa Santa Catarina, em novembro de 2018. Já havia acertado tudo para fazer um trabalho cheio de expectativas no Caxias, pelo Gaúchão 2019. Atualmente, o time – que conta também com o meia Eliomar, saído do Bruscão – é o vice-líder da competição, desbancando o Internacional. Vai fazendo grande trabalho pelos pampas o técnico que teve três passagens no quadricolor.

Para inspirar

Rafael Voitina / Arquivo O Município

No dia 19 de março de 2009, Brusque e Criciúma se enfrentaram no estádio Augusto Bauer. Com histórico de jogos repletos de gols, os times fizeram partida intensa. O Criciúma abriu o placar, sofreu o empate e a virada. Na sequência empatou. O Brusque saiu na frente de novo mas, em pênalti, o empate voltou a ocorrer: 3 a 3. Eis que Ailton, em destaque na foto, marca o gol da vitória, um 4 a 3 que deixou o Bruscão na boa dentro do estadual de 2009.

Veja também:
Após quase três meses, governo de Carlos Moisés ainda é uma incógnita para prefeitos

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Polícia Militar encontra suspeitos de assalto no aeroporto Quero-Quero

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio