Brusque faz preparação para a sétima final de Copa Santa Catarina

Equipe conquistou três títulos e tem três vices no currículo, e enfrenta Hercílio Luz na decisão domingo, 25

Brusque faz preparação para a sétima final de Copa Santa Catarina

Equipe conquistou três títulos e tem três vices no currículo, e enfrenta Hercílio Luz na decisão domingo, 25

Neste domingo, 25, o Brusque tem encontro marcado com mais uma decisão de Copa Santa Catarina. Pela frente terá o Hercílio Luz. O rival histórico – foi o primeiro adversário oficial do clube, pelo Catarinense de 1988 – jogará em casa, no estádio Aníbal Costa, em Tubarão, no Sul do estado. O jogo está marcado para as 17h.

Ao Brusque, só a vitória interessa. No primeiro jogo, em São João Batista, os clubes não saíram do zero, ou seja, o quadricolor não obteve vantagem. Novo empate levará a partida para a decisão de pênaltis, sem prorrogação. Quem vencer, conquista não apenas o título da Copa Santa Catarina, mas também a vaga para a Copa do Brasil 2019.

Preparação para a decisão
A semana foi intensa para o Brusque, que luta pelo seu quarto título da Copinha. Depois de deixar escapar uma boa vantagem que poderia ser construída no estádio Valério Gomes, o time treinou principalmente o fundamento das finalizações.

Veja também:
Casos de cinomose disparam e causam morte de cães em Brusque

Quatro novas ruas farão parte da Área Azul em Brusque

Menino com Síndrome de Down realiza sonho de conhecer e brincar na Havan

 

Segundo o técnico Pingo, a equipe está confiante. “Nós fizemos uma boa partida. Tivemos oportunidades de marcar os gols. Agora nós viemos trabalhando forte principalmente na parte das finalizações. Todos os jogadores estão aptos, com exceção do Ianson, que está suspenso. É importante mantermos o foco e a tranquilidade para não cometermos qualquer tipo de erro”.

Em São João, o Leão teve postura bastante defensiva, sobrando poucos ataques em algumas falhas da parte defensiva, mas que foram facilmente bloqueados. O comandante acredita que agora o time deve se expor mais, dando chances de gol ao Brusque. “O jogo estará mais aberto. Eles têm a necessidade de buscar a vitória. Com certeza vai ser diferente de como foi aqui”.

Sobre a saída de Ianson, que acumulou o terceiro amarelo na segunda partida da decisão, Pingo já decidiu o substituto: Neguete. Zagueiro que já está há três anos no clube, fazendo parceria justamente com Cleyton em diversas oportunidades, o xerifão da zaga volta para ocupar a vaga de um dos melhores jogadores do quadricolor nesta Copa Santa Catarina.

Com esta confirmação, Pingo afirmou que o restante do time deve seguir o mesmo. Desta forma a equipe que vai a campo para buscar a taça em Tubarão inicia jogando com: Julio César; Edilson, Neguete, Cleyton e Airton; Mineiro, Zé Mateus, Safira e Eliomar; Jefferson Renan e Hélio Paraíba.

Como vem o adversário
O artilheiro do campeonato, atacante Conrado, tem grandes chances de voltar à titularidade do Hercílio Luz. Isso porque foi poupado contra o Brusque no primeiro jogo. Por ter dois cartões amarelos, não desfalca a equipe na decisão, e pode retomar o lugar agora ocupado por Lima.

A equipe tem também os retornos do goleiro Tigre e do lateral-direito Victor Guilherme. Eles estavam suspensos porque foram expulsos na partida contra o Tubarão, pela segunda partida da grande final. A provável equipe deve entrar em campo com: Tigre; Victor Guilherme, Cleiton, Zé Antônio e Deca; Léo Costa, Capone e Junior Timbó; Juliano, Bruninho e Conrado (Lima).

Brusque disputa a sétima final

Taças da Copa Santa Catarina, que neste ano recebem o nome do comunicador Francisco Miliolli Neto. Foto: FCF / Divulgação

A Copa Santa Catarina teve sua primeira edição há 28 anos, em 1990. Desde então, o Brusque se tornou uma das equipes mais vencedoras e tradicionais. Foram exatas 17 edições – contando a atual -, sendo que o clube chegou na final em sete oportunidades.
O clube é o recordista em finais. Com quatro títulos, o JEC é o maior campeão da competição, mas pode ser alcançado pelo Bruscão que tem três conquistas (1992, 2008 e 2010). O quadricolor foi vice-campeão em três oportunidades (1990, 2011 e 2017).

Tem o registro histórico de ter sido o finalista da primeira edição, em 1990, quando perdeu o título para o Figueirense ao ser derrotado por 2 a 1 no estádio Orlando Scarpelli. Na época, o clube tinha apenas três anos de fundação e disputava competições profissionais há dois anos. Em 1992, o quadricolor levantou sua primeira taça, que foi importante, pois gerou um ponto para o Campeonato Catarinense de 1992, no qual o Brusque faturou seu único título.

Brusque em finais da Copa Santa Catarina

 

Apoio da família

Esposas dos jogadores criaram camisa personalizada e reforçam a torcida na arquibancada. Foto: Marcio Costodio

Um dos maiores problemas da vida de jogador de futebol é as andanças pelo país, buscando um lugar ao sol e a oportunidade de brigar por títulos. Nestes momentos é importante a presença da família. No Bruscão, em um movimento organizado pelas esposas dos jogadores e membros da comissão técnica, foi criada uma torcida organizada dos familiares para apoiarem na busca pelo título.

Com direito a uniforme próprio, que leva o número e o nome dos jogadores, as esposas fazem a festa nas arquibancadas. Juntas, conseguiram um ônibus para chegarem até Tubarão e aumentar a torcida. São 40 familiares que irão com o transporte.

Andressa Safira, esposa do meia Safira, explica a iniciativa. “A gente sabe que isto é um momento, e a vida de jogador de futebol muda rápido, mas enquanto estivermos aqui torceremos pelo Brusque e por este título. Eles são um time lá dentro de campo, e nós somos um time aqui fora”.

As mulheres formaram também uma célula de oração. “Queríamos que esse momento fosse eternizado. A família é uma parte fundamental na vida do atleta. Nenhum sucesso do mundo compensa um lar fracassado. O que a gente puder apoiar dentro de casa e na arquibancada, nós nos dedicamos ao máximo para fazer”.

Faixas motivam jogadores

Faixas colocadas pela Torcida Força Independente (TFI) no CT do Brusque. Foto: Divulgação

Na semana em que o Brusque decide a Copa, a Torcida Força Independente (TFI), organizada do Brusque, mostrou seu apoio ao clube. Já na segunda-feira, 19, foram colocadas faixas de motivação aos atletas no Centro de Treinamentos Rolf Erbe.
Frases como ‘nós acreditamos’, ‘time de guerreiros’ e ‘maior do Vale’, além de palavras motivacionais como Deus, família e fé, foram colocadas nas grades do campo principal.

Veja também:
Complexo de Saúde, Esporte e Lazer do Paquetá está destruído e sem perspectivas de reparos

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

ESPECIAL: Assista ao documentário sobre a tragédia de 2008 em Blumenau

Ônibus gratuitos e ingressos
Por meio do patrocinador master, a Havan, o Brusque viabilizou ônibus gratuitos para torcida ir até Tubarão e apoiar a equipe em busca do título da Copa Santa Catarina. Haviam sido disponibilizados quatro ônibus, mas foram completamente lotados, e portanto foi conseguido um quinto.

Os ingressos para a grande decisão terão custo de R$ 20 a inteira e R$ 10 a meia-entrada, a serem adquiridos na hora. Torcedores que desejarem reservar a vaga nos ônibus podem entrar em contato com Airton no telefone: (47) 9 8868-7497. A concentração e saída da torcida rumo ao Sul do estado será às 10 horas no Posto Havan.

Confira a partida em tempo real
A partida entre Hercílio Luz e Brusque, válida pela final da Copa Santa Catarina, terá cobertura em tempo real pela internet, diretamente do estádio Aníbal Costa. Para acompanhar todos os lances, basta acessar omunicipio.com.br. A cobertura começa a partir das 16h30.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio